Nome científico: Psidium guajava L.

 

Família:  Myrtaceae.

 

Nome vulgar: Araçá-Guaçu, Araçaíba, Araçá-das-almas, Araçá-mirim, Araçauaçu, Araçá-goiaba, Goiaba, Goiabeira-branca, Goiabeira-vermelha, Guaiaba, Guaiava, Guava, Guiaba, Mepera e Pereira.

 

Ocorrência natural: Pomares domésticos em todo o Brasil.

 

Origem: Nativa de toda a América, exceto México e Canadá.

 

Locais de Ocorrência: Centro-Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste.

 

Altura: Atinge até 30m.

 

Tronco: Tronco ereto e cilíndrico de 30-100 de diâmetro, revestido por casca de cor pardacenta e descamante em placas finas e irregulares.

 

Folhas: Folhas simples, obovado-cuneiformes, em parte decorrente sobre um longo pecíolo (1,2-2,0 cm), coriáceas, glabras, com nervura central sulcada ou plana na face adaxial e saliente na abaxial, de 6-8 cm de comprimento por 4-5 cm de largura.

 

Flores: Flores solitárias axilares, com pedicelo de 10-17 mm de comprimento.

 

Fruto: Fruto baga globosa, glabra, de cor vermelho-amarelada, coroada pelo cálice persistente, apresentando polpa suculenta e adocicada, contendo sementes ósseas.

 

Utilidade: Áreas Úmidas e Alagadas, Construção Civil, Frutíferas Comestíveis, Frutíferas para Pássaros, Lenha.